top of page

Arquitetura Verde pelo mundo.

O Parlamento de Berlim é a nossa escolha de hoje para ilustrar a Arquitetura Verde nos centros urbanos. Esse prédio histórico de 1894, que tem o nome de Reichstag, sofreu muito no passado com incêndios, vandalismos e muitas outras destruições.


Parlamento de Berlim

No projeto de reconstrução do Reichstag, o arquiteto Norman Foster procurou capturar e refletir a luz do dia redesenhando a cúpula de vidro original.

Atrair a luz para o coração do edifício ajudou a criar esse grande símbolo contemporâneo da democracia alemã.


Mas não é sobre esse objetivo que estamos interessadas em contar e sim como esse edifício histórico transformou-se em um modelo de sustentabilidade e utilizou essa luminosidade natural como característica arquitetônica.


Parlamento de Berlim

Uma atenção cuidadosa foi dada ao movimento do sol ao redor do parlamento. No centro da nova cúpula de vidro tem um cone invertido de painéis espelhados que reflete a luz do horizonte dentro da edificação, jogando mais claridade para dentro do edifício. Mas, em contrapartida, uma cobertura móvel, que faz o papel de uma cortina, segue a trajetória do sol e protege o interior do parlamento contra o ganho solar indesejado, economizando energia.


A nova cúpula de vidro proporciona uma ventilação natural, uma vez que o ar do interior do edifício sobe através do núcleo pelo efeito chaminé. O edifício também oferece um modelo de sustentabilidade ao usar biocombustível renovável para produzir eletricidade, pois é um sistema muito mais limpo do que a queima de combustíveis fósseis. Outro exemplo é o uso de uma grande bomba geotérmica atuando como um armazenamento sazonal de calor e frio. 



Arquiteta Débora a frente da Wabi home no parlamento de Berlim

A rampa helicoidal ao longo das bordas externas da cúpula também são revestidas de vidro transparente e conduzem os visitantes à um deck de observação, que oferece uma linda vista para a paisagem urbana de Berlim.


O projeto de Retrofit da fachada protegeu e manteve a alvenaria do edifício histórico, enquanto algumas das áreas internas foram reabilitadas. Ao preservar a maior parte da estrutura original do edifício, os resíduos de construção e demolição foram significativamente reduzidos.


Reichstag foi muito destruído, principalmente durante a segunda guerra mundial e esse projeto de reconstrução manteve suas cicatrizes do passado, como os incríveis grafites feitos por soldados soviéticos. Essas descobertas influenciaram diretamente no projeto, criando um 'museu vivo' da história alemã. 


O parlamento de Berlim é mais do que um importante monumento turístico da cidade e merece ser visitado também por ser um ícone da arquitetura verde, do retrofit e da sustentabilidade!


Por Alessandra Marfara e Débora Mansur

Arquitetas a frente da Wabi home.

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page